O Ilusionista

  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Delicious

cartaz_oilusionista_cartaz_220x283

Produzido nos Estados Unidos, dirigido por Neil Burger e lançado no dia 8 de dezembro de 2006, o filme O Ilusionista teve roteiro e edição de Burger e Steven Milhallser. Desse modo, drama, romance e suspense marcam a trama, pois esta envolve o público através de surpreendentes desfechos utilizando-se de prestidigitação.

Se hoje a magia é vista como produtora de Arte Cênica, nem sempre ela teve essa conotação. Outrossim, há ilusionismo no mundo muito antes do que se imagina, pois já na Antiguidade, os faraós interagiam com sábios através de conhecimentos científicos capazes de produzir truques impressionantes até os dias atuais, por exemplo, imagens projetadas em três dimensões. De maneira idêntica, isto fica evidente na película por meio de técnicas utilizadas pelo mágico para produzir “espíritos” aplicando conhecimentos de refração da luz.

Além disso, a abordagem de Burger pode remeter a uma analogia com o estudo das diversas perseguições realizadas por inquisidores na Idade Moderna, visto que assim como no roteiro de O Ilusionista, os oprimidos do século XVII precisavam a todo momento provar que não tinham envolvimento com poderes sobrenaturais, salvando-se ou não de condenações.

Portanto, durante milênios Mágica e Ciência integravam uma só disciplina, uma vez que o conhecimento secreto foi utilizado tanto para o progresso de civilizações quanto para a defesa dos povos e demonstração de poderes, simulados graças a engenhosos efeitos. Ou seja, o estudo das artes milenares comprova as diversas utilidades de um aparentemente despretensioso espetáculo, do qual pode-se retirar informações a respeito do funcionamento de uma sociedade.

Referências:

DA SILVA, Felipe Thiago Teixeira. Abracadabra: História da Mágica e dos Mágicos. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2014.

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

Share and Enjoy

Esta entrada foi publicada em Filme da Semana e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>