5 HQS para entender a História

  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Delicious

As Histórias em Quadrinhos (HQs) são vistas corriqueiramente como inocentes, uma leitura banal apenas para passar o tempo. Entretanto, o que passa despercebido é o grande poder de incidir ideologias e disseminar ideias que este meio de comunicação composto por texto e imagem possui. Historicamente, além de reproduzirem as contribuições artísticas, estéticas e literárias advindas de diferentes épocas, os quadrinhos informam sobre a realidade social, psicológica e política, oferecendo ao leitor conceitos, modos de vida e visões de mundo.

Considerando que tanto textos quanto imagens podem servir  como recursos metodológicos para estudar e entender um fato tanto do passado quanto do presente, o PET História fez uma seleção de 5 HQs, as quais podem ser utilizadas para compreender diferentes períodos da História.

Caveira Vermelha: O Encarnado 

Capa da 1ª edição, 2013

Capa da 1ª edição, 2013

A HQ escrita por Greg Pak, publicada pela editora Marvel em 2014, faz um retrato da  Alemanha, quando a República de Weimar mergulha no caos e o Partido Nazista ascende ao poder. Pak começa sua narrativa em 1923, cinco anos após a queda do II Reich na Primeira Guerra, quando o medo e o ódio regiam a Alemanha. O país vivia em meio a um caos social: batalhas com armas de fogo, assassinatos, revoltas, massacres e inquietação civil negaram aos alemães a estabilidade necessária para que emergisse uma nova ordem democrática. Nesse contexto, um órfão chamado Johann Shmidt, atinge a maturidade. Este, que se tornará posteriormente o vilão Caveira Vermelha, luta para sobreviver – e triunfar – num mundo mergulhado no colapso econômico, crise política e violência implacável.

Nórdicos 

Capa da 1ª edição, 2007

Capa da 1ª edição, 2007

Lançada pela editora Vertigo – Conhecida por ter publicado algumas das história em quadrinhos mais famosas dos últimos anos, como V de Vingança e Watchman – Nórdicos (Northlanders no original) é ambientada na Europa entre os séculos XIII e XI, durante a chamada Era Viking. Suas histórias são fictícias, porém aborda diversos elementos que marcaram esse conturbado período: as invasões na Inglaterra, o cerco à Paris, a colonização da Islândia e a conversão dos pagãos na Escandinávia. Sua publicação foi entre 2007 e 2012 e conta com 50 edições.

O mundo de Aisha: A revolução silenciosa das mulheres no Iêmen

1183-20150224163209

Capa da 1ª edição, 2015

Em todo mundo a discussão sobre igualdade de gênero está cada vez mais em pauta, em prol da liberdade de tratamento entre homens e mulheres em todos os âmbitos da sociedade. Enquanto em muitos países esta luta é cada vez mais intensa, em determinadas culturas sequer é permitido o debate. Países onde o patriarcado domina, oprime, segrega e sufoca mulheres que se submetem as mais inimagináveis formas de violência física e psicológica, como acontece no Iêmen, país que ocupa o sudoeste da península arábica e tem o Islã como religião. Em O Mundo de Aisha, Ugo Bertotti adaptou o fotodocumentário de Agnes Montanari para contar a história de Aisha, Sabiha, Hamedda, Houssen e muitas outras mulheres iemenitas. Publicada originalmente na revista francesa “XXI” com o título “FemmesduYémen”, a HQ “O mundo de Aisha”, chega ao brasil em 2015, pela editora Nemo, narrando a revolução feminina no Iêmen.

Uma história de Sarajevo 

download (1)

Capa da 1ª edição, 2005

Lançada em 2005 pela editora Conrad e escrita pelo jornalista e cartunista Joe Sacco  essa  HQ aborda o processo de desintegração da Iugoslávia,  o cerco à Sarajevo durante os anos 1990 sob o ponto de vista de um antigo franco-atirador do exército iugoslavo. Sacco é conhecido por seus trabalhados de jornalismo de guerra na Bósnia-Herzegovina e na Palestina, tendo outros trabalhos como este acerca de seus relatos.

V de Vingança 

Capa original da 1ª edição de 1988.

Capa original da 1ª edição de 1988.

Publicada entre os anos de 1988 e 1989 pela empresa DC Comics, escrita por Alan More e ilustrada por David Lloyd, V de Vingança, intitulada originalmente como V for Vendetta, se passa numa Inglaterra futurista. Após uma Terceira Guerra Mundial assolada por bombardeios, o país está mergulhado em um verdadeiro caos. Depois de algum tempo, a ordem é estabelecida, mas por meio de manipulações políticas e ideológicas de um governo fascista que caça os direitos civis, impõe uma forte censura aos meios de comunicação, reprimindo violentamente os opositores. Neste contexto surge “V”, um homem misterioso com ideais anarquistas que inicia uma elaborada e teatral campanha para derrubar o Estado.

 

Referências:

BERTOTTI, Ugo. O mundo de Aisha: A revolução silenciosa das mulheres no Iêmen. Editora Nemo, 2015.  

BURKE, Peter. Testemunha ocular: História e imagem. Bauru: EDUSC. 2004.

GAY, Peter. A Cultura de Weimar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

MOORE, Alan e Lloyd, David. V de Vingança. PaniniComics, 1998.

PAK, Greg. Caveira Vermelha: Encarnado. São Paulo: Marvel, 2013

SACCO, Joe. Uma história de Sarajevo. São Paulo: Conrad editora do Brasil. 2003

WOOD, Brian. Vikings. São Paulo: Vertigo. 2007-2012

 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

Share and Enjoy

Esta entrada foi publicada em Livro da Semana, Publicações, Séries e História e marcada com a tag , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>