O projeto cinema pela verdade realiza nova sessão, desta vez o tema será  ”A participação feminina na Luta contra a Ditadura Civil-Militar”.

482696_567161146638000_1021357288_n

Na tarde desta quinta-feira (15/05) a mostra Cinema Pela Verdade exibirá, em parceria com o Cine Mais UFS, o filme Repare Bem de Maria de Medeiros. A exibição ocorrerá na sala de projeção da didática VI (sala 101) às 17h. A entrada é gratuita.

“Repare Bem”, de 2013, resgata a história de sobrevivência de Denise Crispim e Eduarda Ditta Crispim Leite, mulher e filha do militante da luta armada Eduardo Leite, o “Bacuri”, morto aos 25 anos, depois de mais de três meses sendo torturado na época da ditadura, em 1970.

Após exibição ocorrerá debate com a participação de Bárbara Nascimento de Oliveira, bacharela em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Sergipe que atualmente dedica-se à pesquisa sobre comunicação e direitos humanos com ênfase em questão de gênero e do Professor Luiz Gustavo Pereira de Souza Correia que possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba , mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba  e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.O debate estará voltada para participação das mulheres na resistência à ditadura e na participação das mulheres na construção da sociedade atual.

No ano em que completam-se 50 anos do golpe que instaurou a ditadura civil-militar no Brasil, a Mostra exibe filmes que retratam este período marcante da história brasileira. Cada estado do país acontece pelo menos seis sessões gratuitas de filmes desde abril até maio, totalizando 162 exibições seguidas de debates.  Este ano, os filmes selecionados foram os documentários Repare Bem, de Maria de Medeiros, Camponeses do Araguaia – A Guerrilha Vista por Dentro, de Vandré Fernandes, e Ainda Existem Perseguidos Políticos, produzido de forma coletiva pela Ong Acesso.

repare bem

Realizado pelo Instituto Cultura em Movimento (ICEM), em parceria com o Ministério da Justiça, o projeto foi contemplado pelo edital “Marcas da Memória”, da Comissão de Anistia, que visa à promoção de eventos e projetos com foco na Ditadura Militar no Brasil e na América Latina. “O Festival de Cinema pela Verdade chega a sua terceira edição em um momento de afirmação de nossa democracia com o aniversário dos 50 anos do Golpe. Este ano serve para reafirmar o NUNCA MAIS e para dizermos em alto e bom tom que a sociedade brasileira não aceita ruptura com as instituições e com a Constituição”, diz o Secretário Nacional de Justiça e Presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão.

Abaixo confira a programação da mostra:

15/05

Filme-  Repare Bem

Local- Universidade Federal de Sergipe (Sala de Exibição da Didática VI)

Horário- 17h

 Para melhores informações consulte: https://www.facebook.com/CinemaPelaVerdade?fref=ts

 

Fonte: Festival Cinema e Verdade

 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)