Acordes Historiográficos: uma nova proposta para a teoria da história

  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Delicious

A recomendação de hoje para quem procura uma leitura teórico-metodológica, que seja ao mesmo tempo agradável e acadêmica, é o volume 4 da coleção “Teoria da História”, escrita pelo Prof. Dr.JoséD'assunção Barros D’assunção Barros (UFRRJ). O professor é historiador, musicista e musicólogo, e tem uma vasta produção entre livros, artigos e ensaios publicados nacional e internacionalmente. Na área de História, tem atuado principalmente com temáticas ligadas à Historiografia, Teoria da História, Metodologia da História, História Cultural, História da Arte e relação Cinema-História. Na área de Música, tem desenvolvido pesquisas na área de Musicologia Histórica e História da Música.

Nesta obra, Barros apresenta uma nova proposta de análise de teóricos da História através da utilização de uma metáfora musical, forjando o conceito de “acorde teórico” ou “acorde historiográfico”. Este nada mais é do que um recurso para identificar as particularidades do pensamento de cada autor, para além do paradigma no qual ele está inserido pela historiografia.

Esse método tem como maior objetivo e vantagem a possibilidade de pensar um autor de maneira plural – ou “polifônica”, como afirma Barros – e trazer para o centro as complexidades de cadaTeoria da Historia D'assunção pensador/estudioso/teórico. Na obra, Barros analisa seis teóricos: Ranke, Droysen, Max Weber, Paul Ricoeur, Koselleck e Karl Marx, embora cite muitos outros à guisa exemplos, como é o caso do filósofo Walter Benjamin.

A obra é recomendada primordialmente aos historiadores, e depois à estudiosos da Educação, Filosofia, Educação, Antropologia e Sociologia. Mas, por sua linguagem e assimilações serem familiares à área da Música, é também útil para pesquisadores interessados neste campo do conhecimento. O estilo de escrita de Barros é agradável, claro e, também, leve, sem deixar de lado o rigor e a precisão necessários à uma obra acadêmica de História. É uma leitura que, com certeza, amplia os horizontes do leitor e auxilia na compreensão não apenas do pensamento dos autores trabalhados no livro, mas oferece subsídios para a análise e estudo de muitos outros.

 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

Share and Enjoy

Esta entrada foi publicada em Livro da Semana e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>