A Segunda Guerra Mundial em Quadrinhos

  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Delicious

Thaís da Silva Tenório

lattes
Graduanda em História pela Universidade Federal de Sergipe.
Bolsista do Programa de Educação Tutorial/PET
E-mail: thais@getempo.org.

 As Histórias em Quadrinhos (HQ’s) são vistas corriqueiramente como “inocentes”, a fim de divertir por apenas alguns momentos, procuram incidir uma ideologia através da mensagem, em alguns casos de forma simples e em outros mais complexos. Historicamente, além de reproduzirem as contribuições quadrinísticas, estéticas e literárias advindas de diferentes épocas, os quadrinhos informam sobre a realidade social, psicológica e política, oferecendo ao leitor conceitos, modos de vida, visões de mundo, etc.

O HQ Guerra 1939-1945, publicado em 2011 pela editora Conrad, traz ao leitor a visão de Julius Ckvalheiyro, que a partir de seus desenhos retratando a realidade da II Guerra, transmite ao leitor uma visão às vezes ignorada pelos livros que abordam a temática. O foco do trabalho de Ckvalheiyro não são as autoridades no poder, e sim os soldados que estão em campo, que em sua maioria estava ali somente pela tão sonhada glória que a Guerra traria.

Ckvalheiyro colecionador de revistas em quadrinhos desenvolveu alguns projetos, além deste HQ, para o King Features Syndicate (EUA) no fim dos anos 1980, com os cartoons como O Cachorrão e Baby Face. Nascido em São Paulo, cursou administração, marketing e jornalismo, trabalhou em algumas áreas de sua formação. Escreveu alguns roteiros para cinema e televisão. Publicou artigos sobre cultura, informática e economia em diversos jornais, e em 2011 lançou o HQ Guerra 1939-1945.

Através de seis histórias, sendo uma em cada ano de conflito e ambientada cada qual em um dos países que se envolveram na Segunda Grande Guerra, o HQ apesenta ao leitor cartoons que buscam transmitir a realidade do conflito por meio de imagens, envolvendo o leitor tanto com informação linguística quanto visual, trazendo assim para aquele que lê as contradições e as ideologias e temores dos soldados, experiências costumeiramente esquecidas quando se conta essa parte da história.

Muitos combatentes estavam no front pela ilusão da glória da Guerra, ou em casos extremos estavam ali para liberarem a “natureza humana”, e medir forças entre si. Muitos não acreditavam nos discursos oficiais de seus países, e nem se importavam com os jogos econômicos em que os quais querendo ou não eram peças chaves.

Usando de referências fotográficas, Julius Ckvalheiyro, com o traço dos desenhos que começam claros, e vão escurecendo à medida em que a guerra vai se tornando cada vez mais acirrada, e sanguinária, consegue combinar as imagens com os textos e diálogos, deixando assim a leitura agradável.

O livro abrange qualquer tipo de público, seja o leitor aficionado por quadrinhos e assuntos sobre a guerra e, da história da humanidade. No HQ citado, para cada ano de guerra há uma contextualização histórica para situar o leitor no período que vai de 1939 até 1945, mostrando as situações os fatores que levaram o mundo à guerra. Nessa história, os fatos e a ficção andam sempre entrelaçados, envolvendo o espectador no decorrer de cada acontecimento.

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

Share and Enjoy

Esta entrada foi publicada em Publicações e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>